Munícipes se unem e criam Associação de Moradores

0
185

Após acompanhar inúmeros roubos, furtos e assaltos os moradores do Jardim Consórcio e Vila Castelo, resolveram se unir e criaram um grupo em um aplicativo de mensagens denominado “Moradores do Jardim Consórcio”. O grupo possui por objetivo previnir ilícitos na região, além de discutir às necessidades do bairro e acabaram concluindo que a melhor forma de melhorar o bairro e a situação de segurança seria alcançar uma organização entre eles do grupo para então depois buscar o apoio público. A partir dessa necessidade, criou-se a Associação de Moradores Amigos do Jardim Consórcio e Adjacências (ACON)”.

Por meio das reuniões do Conseg, tiveram aproximação com o Capitão da Polícia Militar da área e montaram o grupo  “Vizinhança Solidária”, que indica um responsável por cada área, a fim de observar e capitar informações e direcionar diretamente ao Capitão da PM, “com isso conseguimos proximidade com a polícia e com o responsável direto da nossa região, ele nos passava posicionamentos, treinamentos e conversávamos a cada trimestre presencial e coletivamente”. Com essa formação eles fizeram uma arrecadação entre os moradores dos grupos de WhatsApp para comprar placas da “Vizinhança Solitária”, material em PVC informando que estavam organizados com a polícia.  A contribuição do grupo deu continuidade e desta vez para a colocação de 20 faixas, distribuídas pelos próprios moradores na região.

Ainda com algumas ocorrências acontecendo, o grupo liderado por Michel continuou na busca da vaquinha entre eles. Após um estudo dos bairros Jardim Consórcio e Vila Castelo, confirmaram que as entradas e saídas destas regiões precisavam de câmeras de alta qualidade. Como existia a arrecadação de recursos para garantir a segurança, a vaquinha estava sendo destinada na conta de uma pessoa física uma vez que não tinham a formação de uma associação e com isso uma conta jurídica.

A princípio, ainda sem nenhuma associação jurídica, se uniram com outros grupos de WhatsApp da região, e passando os problemas do bairro se organizaram para fazer compras coletivas de câmeras entre os moradores, “fizemos um formulário via Google Forms e coletamos os interesses e negociamos os valores, com isso conseguimos comprar câmeras boas e com melhor custo”, garante Michel.

Ainda segundo Michel, “cada um dos moradores continua, exclusivamente por sua noção de responsabilidade, ajudando a manter a estrutura, no mesmo modelo de “vaquinha”, sem assinatura e hoje, além das contas de aquisição, temos contas recorrentes de energia, de internet, de manutenção e estamos conseguindo não só manter, mas ampliar. Mesmo nessa época de “vacas magras” os recursos têm sido suficientes para arcarmos e mantermos nosso compromisso com nossa região”, concluiu o presidente.

A luta pela segurança do bairro não para. Por meio da Associação, estão distribuindo apitos para os bairros do Jardim Consórcio, Vila Castelo e adjacências. É uma forma simples e custo baixo, que pode inibir ações de criminosos na região.

A Associação de Amigos do Jardim Consórcio e Adjacências (ACON) foi fundada pelas pessoas abaixo em dezembro de 2020:
Michel Masiero de Aquino, fundador e Presidente  / Sônia Maria Albino, fundadora e Vice-presidente / Marcelo Moraghi, fundador  e Secretário /
Angela Maria da Silva Young Fei, fundadora eTesoureira / Suliêne Bezerra de Aquino, fundadora e Conselho Fiscal / Fernando Oliveira Kich, fundador e Conselho Fiscal / Angelo Pascoal Fre, fundador e Conselho Fiscal / Francisco Young Fei, fundador / Ricardo da Silva Muniz, fundador / Sonia Mayumi, Nakano Felipone, fundadora / Rafael Topp Dias Vera, fundador / Jamile Abdul Fattah Chahin, fundadora / Samuel Tadeu da Silva, fundador / Sonia Maria Silvestre de Sousa, fundadora / Sueli Elisabeth Parra Sampaio, fundadora
Francisco Marques Sampaio, fundador / Eliza Teruyo Sumkomaitis, fundadora e Alberto Sumkomaitis, fundador.




DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.