Movimento a frente do AE Ceci contra a terceirização

0
19

Após plenária realizada no dia 17/10, com trabalhadores, usuários e o Sindsep – Sindicato dos trabalhadores na Administração Pública e Autarquias no Município de São Paulo, foi elaborado  um diagnóstico da precariedade que atravessa o AE Ceci, seja na estrutura, suprimentos, condições de trabalho e desmandos por parte da gestão contra médicos e outros trabalhadores, e com isso foi aprovada uma manifestação na porta da unidade que aconteceu no dia 27 de outubro, com a presença de gestores da unidade e de outras unidades, membros do Conselho Participativo do Jabaquara e usuários que fizeram um abraço simbólico em frente do AE Ceci em prol do SUS- Sistema Único de Saúde.

A situação de sucateamento no Ambulatório de Especialidades (AE) Dr. Alexandre Kalil Yazbek, conhecido como AE Ceci é visível em toda sua extensão interna ou externa como conta a conselheira da unidade Sandra Ferraz.

“Nosso movimento é em defesa deste ambulatório que tem mais de 60 anos e ele sempre prestando um bom serviço para todos da Vila Mariana, Jabaquara e de outros pontos da cidade, ultimamente estão querendo desmontar, querendo que os serviços mudem de local, enfim querendo privatizar, eles negam, mas, na verdade é isso que querem, eu e todo o conselho gestor do Ceci temos que fiscalizar como dar informação aos usuários e também opinar. Nossa luta é para defender o Ceci não queremos que privatize, queremos ele na gestão direta, que seja reposto o pessoal para dar acolhimento humanizado e o atendimento digno á população” define a conselheira Sandra.

Resposta da Prefeitura

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Coordenadoria Regional de Saúde (CRS) Sudeste, da Secretaria Municipal da Saúde, informa que o Complexo de Saúde Ceci está em manutenção, toda a rede elétrica foi refeita e a restauração da parte da hidráulica está em andamento. A Unidade é gerenciada pela Administração Direta e mantém na sua estrutura os serviços do Ambulatório de Especialidades (AE), Centro Especializado de Reabilitação (CER), Serviço de Atenção Especializada (SAE), Equipe Multidisciplinar de Atenção Domiciliar (EMAD) e Centro Especializado Odontológico (CEO) II Vila Mariana.

O AE Ceci conta com 108 funcionários, sendo que seis estão de licença médica prolongada. Nos últimos meses, chegaram à unidade quatro médicos (um cardiologista, um acupunturista, um homeopata e um médico generalista), além de um auxiliar de enfermagem. Com relação ao quadro de médicos clínicos, o AE Ceci dispõe de uma médica do Programa Mais Médicos e outros dois clínicos gerais atuando no local. Ao todo, o AE Ceci possui 39 médicos, o CER, quatro, e o SAE, cinco. O profissional pneumologista se aposentou e a Coordenadoria viabiliza os fluxos de encaminhamento para essa especialidade dentro das ofertas já disponíveis.

Sobre o programa de Oxigenoterapia, a Pasta esclarece que os pacientes estão assistidos. A avaliação para ingresso ao Programa é feita pelos médicos clínicos da unidade.

Vale esclarecer que o AE Ceci conta com três psiquiatras, sendo que um se encontra em licença médica prolongada, enquanto os outros dois seguem ofertando atendimento – incluindo o profissional citado pela reportagem, que não foi transferido.

A CRS informa que a única remoção ocorrida recentemente na unidade foi a de um profissional do Programa Mais Médicos, em decisão pactuada entre o profissional, gerência, supervisão e Coordenadoria. Em setembro de 2020, a unidade realizou 1.905 consultas médicas.

Para a EMAD, foram incorporados à equipe dois auxiliares de enfermagem e uma enfermeira. No SAE, foi recebido um funcionário administrativo.

A Pasta ainda esclarece que o AE Ceci recebeu mobiliários novos, enquanto os antigos estão em processo de baixa patrimonial, como inservíveis, e já foram retirados do local.

AE Ceci

Av. Ceci, 2.235 – Planalto Paulista

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.