Documentário revela os efeitos da pandemia de Covid-19 entre jovens das periferias

0
16

A Oxfam Brasil, em parceria com o coletivo TV Doc Capão, produtora de vídeos do Capão Redondo, lançou no dia 11 de março, o documentário curta-metragem “A Conta Fica para a Juventude”, com depoimentos de jovens de periferias de São Paulo sobre o impacto da pandemia de Covid-19 em suas vidas e como as crises sanitária e econômica ameaçam o futuro da sociedade como um todo.

O lançamento do filme foi através do canal da Oxfam Brasil no Youtube (https://www.youtube.com/oxfambrasil) e contou com a participação de Tauá Pires, coordenadora da área de Juventudes, Raça e Gênero da Oxfam Brasil; André Luiz, fundador do coletivo TV Doc Capão; e Isaac de Souza Farias, um dos jovens entrevistados no documentário.

O filme reúne histórias de jovens de periferias de São Paulo e suas angústias em relação à pandemia. O retorno da fome, o aumento das mortes e enfermidades, o desemprego, a falta de condições adequada para os estudos e as incertezas sobre seus futuros são algumas das principais preocupações dos jovens entrevistados.

A estreia do filme foi marcada para o dia 11 de março por ser a data em que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou oficialmente que o mundo estava vivendo uma pandemia de coronavírus. A ideia é destacar que os jovens brasileiros estão pagando um preço alto pelo descaso das autoridades no enfrentamento da crise.

Com as atividades educacionais ainda não normalizadas, devido às medidas de segurança necessárias durante a pandemia, a atual geração de jovens do país está ameaçada de ficar sem as condições necessárias de inserção no mercado de trabalho. Hoje, a taxa de desemprego entre jovens de 18 e 29 anos é de mais de 30%.

“Estamos vendo, de maneira dramática, uma geração inteira de jovens sofrendo com diferentes desigualdades, e essa situação foi ampliada pela pandemia. Os jovens estão impedidos de construírem planos de futuro e sonhar”, afirma Tauá Pires, coordenadora da área de Juventudes, Raça e Gênero da Oxfam Brasil.

“As periferias sofrem mais com a crise do coronavírus, isso é inegável. Os efeitos da crise estão sendo sentidos agora e serão parte da realidade do Brasil por um longo período de tempo”, afirma André Luiz, do coletivo TV Doc Capão. “O objetivo deste documentário é mostrar, a partir do olhar do jovem, as suas perspectivas sobre quais passos o Brasil precisa tomar para sair dessa crise. A conta está ficando com a juventude. E quem vai pagar essa fatura? O jovem rico ou pobre?”

O documentário curta-metragem foi produzido ao longo de 2020 seguindo todos os protocolos de segurança e sanitários para evitar o contágio por Covid-19. Não houve caso algum de contágio da equipe nem dos entrevistados durante as gravações.

Participam do documentário: Amanda Monique tem 25 anos, é líder comunitária da região do Jabaquara, moradora da Favela da Coreia. Responsável pela campanha Covid Coreia, que propõe o direito à alimentação e assistência social na região. Foi orientadora socioeducativa nos equipamentos do SUAS. Bruna Carvalho (25 anos) e Felipe Datti (28 anos) fazem parte do Expinafru, empreendimento familiar que oferece alimentação à base de vegetais e educação por meio de consultoria e produção de conteúdo. Isaac de Souza, de 27 anos, foi um dos fundadores do coletivo Núcleo de Jovens Políticos da zona sul de São Paulo. Foi o conselheiro mais jovem e mais votado no distrito do Jardim Ângela. Em 2015, iniciou o projeto Clube de Leitura “Quilombo Mirim”, em parceria com a editora Companhia das Letras e Gestão da Escola, ganhando o prêmio Nacional – Retratos da Leitura do Instituto Pró-Livro. Mariana Resegue é jornalista e fotógrafa pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), tem ampla experiência com comunicação, coordenação de projetos e facilitação no setor social. Atua como consultora e facilitadora em diversos projetos e organizações como Greenpeace, Instituto Ethos, entre outras, e desde 2017 é Secretária Executiva do Em Movimento. Matheus Cardoso tem 26 anos, é engenheiro e empresário, pós graduado e mestre em empreendedorismo social, doutor em inovação social. Empreendedor do @Moradigna. Sócio consultor e palestrante de inovação na @FábricadeCriatividade. Reconhecido pela @Forbes como um dos jovens mais influentes do Brasil #30under30. Pai da Isabela. Tamiris America tem 24 anos, é jornalista e co-autora do livro Vozes do Vagão – Quem São os Vendedores Ambulantes do Metrô e CPTM de São Paulo. Apaixonada pela escrita e pelo jornalismo literário atualmente faz parte do time de marketing da FC Nuvem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.