Professora e líder comunitária passa orientação sobre a vivência da Covid-19

0
23

“O Covid-19 não escolhe ninguém e muito menos camada social, região do país ou do mundo, e ou quem esta se cuidando desde o inicio diz que tem certeza que não irá pegar o vírus”.

Após 17 dias de internação a professora e líder comunitária Deise Tavares, relata o que sentiu e deixa dicas de orientação para a população.

“Qualquer sintoma diferente, busque imediatamente um auxilio e orientação médica, não se auto medique, não siga as orientações de amigos e profissionais não habilitados prescrevendo medicação, pois não são, médicos, não tome cloroquina, ivermectina, azitromicina, sem orientação devida, pois todos eles tem uma dosagem especifica para um bom tratamento, diabéticos não podem tomar por exemplo cloroquina de forma alguma, no caso de duvida faça o teste do cotonete ou de sangue, quantas vezes forem necessários!.

Terminantemente proibido fazer uso de inaladores em casa, antes de fazer o teste, pensando ser uma simples sinusite por exemplo, pois o ar da inalação se for Covid19 se espalha rapidamente por todos os cômodos da casa.

Não ignore ou substime, apenas achar que é um leve resfriado, uma rinite, uma dorzinha nas pernas, de cabeça, saindo por aí, ou mesmo que você se cuidou desde o inicio, dentro de casa, se achando imune, continue usando máscara, inclusive dentro do automóvel. Evite bares, restaurantes, comércios, lotados, não frequente casas noturnas, domingueiras, locais fechados. Evite praias, festas, comemorações, vai e vem de viagens, repense na vida de todos e tenham respeito por quem sofre ou já sofreu nesta pandemia. Desmarque esse tipo de atividades, mesmo dentro de casa entre familiares, deixe para quando tiver as vacinas, e ou em outras datas fora dessa contaminação, o vírus não escolhe, ninguém.

Aprendi muito depois de passar, por experiência em relação a Covid19 dentro de um Centro de Referencia do SUS e mantido pelo IABAS do Hospital Vila Brasilândia na Zona Norte, onde fui muito bem atendida e cuidada, passando por uma UTI, com sequelas e todo processo, que uma contaminação pode gerar. Infelizmente temos muitos jovens, e pessoas que ainda descreem, debocham, desafiam, em dizer que é exagero, é mídia, até mesmo eu cheguei a desconfiar de várias coisas em relação a Covid19.

Em recuperação das sequelas, agradeço a Deus por tudo e por todos, valorizando o ar que respiro, e mais ainda sentindo forma nas coisas mais simples, como tomar um banho, falar, andar, sentir o sol e a vida”.

O que é COVID-19

Os coronavírus são uma grande família de vírus comuns em muitas espécies diferentes de animais, incluindo camelos, gado, gatos e morcegos. Raramente, os coronavírus que infectam animais podem infectar pessoas, como exemplo do MERS-CoV e SARS-CoV. Recentemente, em dezembro de 2019, houve a transmissão de um novo coronavírus (SARS-CoV-2), o qual foi identificado em Wuhan na China e causou a COVID-19, sendo em seguida disseminada e transmitida pessoa a pessoa.

Os sintomas da COVID-19 podem variar de um resfriado, a uma Síndrome Gripal-SG (presença de um quadro respiratório agudo, caracterizado por, pelo menos dois dos seguintes sintomas: sensação febril ou febre associada a dor de garganta, dor de cabeça, tosse, coriza) até uma pneumonia severa. Sendo os sintomas mais comuns: Tosse – Febre  – Coriza – Dor de garganta – Dificuldade para respirar – Perda de olfato (anosmia) – Alteração do paladar (ageusia) – Distúrbios gastrintestinais (náuseas/vômitos/diarreia) – Cansaço (astenia) – Diminuição do apetite (hiporexia) – Dispnéia ( falta de ar).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.