População recebe com entusiasmo  novo delegado titular do 98° D.P no Jardim Miriam

0
8

Ao som de uma salva de palmas, o novo delegado titular do 98° Distrito Policial do Jardim Miriam, Dr. Rubens Paes foi recebido pela sociedade civil, presente na reunião do Conselho Comunitário de Segurança do Jardim Miriam, realizada na noite da última segunda (01) no auditório Dr. Altair de Antônio Joaquim na sede do próprio D.P na Av Ângelo Cristianini. Além de populares, autoridades como:  Polícias Civil e Militar, Guarda Civil Metropolitana, Subprefeitura Cidade Ademar, Companhia de Engenharia de Trânsito e Sabesp participaram da assembleia e juntos puderam sanar dúvidas e problemas levantados pela população.

Após o falecimento do Dr. Altair de Antônio Joaquim delegado titular do 98° D.P, que ocorreu em maio, o Dr. Rubens Paes teve a honra de ficar a frente do D.P. O Dr. Altair carrega na bagagem uma vasta experiência na Polícia Civil, onde pôde juntamente com sua equipe solucionar diversos casos.

Na reunião de segurança, a população expôs inúmeros problemas como: implantação de novos pontos de ônibus, limpeza de córrego, fiscalização por parte da CET a carros estacionados em vias proibidas de estacionar, ocasionando transtornos a outros motoristas e moradores, semáforos quebrados, mais policiamento nas ruas, fiscalização em bares, adegas e tabacarias, coleta de esgoto, criação de uma área de tratamento de esgoto na região do Sete Praias, dentre outros assuntos de interesse público.

Segundo morador do Sete Praias “temos uma nascente que está sendo perdida na região. Solicitamos a implantação de uma área de tratamento de esgoto, para a melhoria de todos e preservação da nascente, que pode ser perdida” questionou o morador. Já na região do Pantanal, um outro morador levantou a questão dos pancadões e perturbação de sossego e disse as autoridades que os “pancadões está demais na região do Pantanal, principalmente nos finais de semana, nos impossibilitando de descansar depois de um dia exaustivo de trabalho. Solicito a ajuda de todos”, disse o morador inconformado com a situação.

Sem querer se identificar, devido a repreensão, uma moradora também do Pantanal afirmou que se “fiscalizar e punir as tabacarias, os bares e adegas melhorará muito a vida das pessoas que trabalham duro o dia todo. Já durmo fora de casa há um bom tempo, porque não aguento mais essa situação”, avaliou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.