Onda de empreendedores em meio à pandemia incentiva o aprendizado em gestão

0
10

Com a crise econômica mundial provocada pela pandemia, empresas de todos os setores foram induzidas a adotar novas estratégias para permanecer no mercado e driblar a estagnação das atividades comerciais. O contexto de instabilidade financeira contribuiu para o país superar a marca de 13 milhões de desempregados, estimulando grande parte da população a procurar fontes de renda no empreendedorismo.

Para recuperar os ganhos suprimidos pela crise, o momento atual se mostrou como uma grande oportunidade para investir em sua própria empresa, e levou o Brasil a registrar o maior número de empreendedores da história. De acordo com uma estimativa feita pelo SEBRAE, cerca de 25% da população estará envolvida na abertura de um novo negócio até o final do ano.

Além disso, a organização também mostra que o país registrou a abertura de 150 mil lojas virtuais desde o início do isolamento, demonstrando que o crescimento da área se deu, sobretudo, por uma questão de sobrevivência, e não por uma questão vocacional.

Por conta disso, para a grande maioria dos brasileiros, aprender a administrar sua própria empresa está sendo um desafio. Sem formação específica ou base para estruturar o investimento, a busca por informação e orientação na área de empreendedorismo está cada vez maior. Cursos como marketing digital e gestão financeira estão entre os mais procurados durante a quarentena, e refletem a falta de instrução básica para começar a empreender no país.

Além da dificuldade prática e da falta de capacitação profissional, uma grande parte dos negócios ainda beira a informalidade. As empresas menos estruturadas e com baixo capital financeiro costumam ficar à margem do mercado e apresentar poucas perspectivas de crescimento, realidade de quase dois terços dos empreendimentos no Brasil.

E não são apenas os aspectos financeiros que representam um obstáculo para os empreendedores atuais. A pressão para enfrentar as adversidades do mercado faz com que os donos de negócios sofram de maneira mais aguda e desenvolvam transtornos mentais, como ansiedade e depressão.

Apesar de um cenário adverso para os negócios de modo geral, o empresário Greg Reid, autor de mais de 20 best-sellers internacionais e fundador da Secret Knock – companhia de eventos que promove palestras de grandes executivos mundo afora – acredita que é preciso transformar os obstáculos em oportunidades por meio da perseverança. Em publicações nas redes sociais, ele compartilha ensinamentos úteis para ajudar os mais inexperientes a aplicar estratégias simples e eficazes na gestão de negócios durante a pandemia.

Percebendo a forte receptividade do público, o empresário reuniu, com a ajuda de Gary Krebs, consultor literário, uma série de estratégias e informações e as compilou em um guia simples e dinâmico para quem deseja começar um negócio e torná-lo sólido no futuro. Em “Hackeando a Riqueza”, a obra, com 232 páginas e o valor sugerido por R$ 39,90, traduzida pela Editora AlfaCon, revela aos novos empresários as estratégias que milionários e bilionários utilizam para aumentar os lucros e garantir a estabilidade da corporação.

Por meio da democratização do acesso à informação sobre negócios, Reid acredita que é possível amenizar as desigualdades de mercado que as pequenas empresas sofrem, como os desafios da ilegalidade e da falta de recursos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.