Inaugurado o Teia Jardim Edite, primeiro coworking público com foco em gastronomia

0
54

O prefeito Bruno Covas inaugurou nesta quarta-feira, 12 de agosto, o sexto coworking público da cidade de São Paulo. A nova unidade do Teia é uma iniciativa da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, operado pela Ade Sampa, que leva gratuitamente aos empreendedores de periferia toda a infraestrutura de um moderno escritório com o diferencial da realização de cursos, palestras e ampliação da rede de contatos.

 “Estou muito feliz de estar aqui hoje, inaugurando a sexta unidade do Teia, que viabiliza espaços de trabalho público gratuitos para a população. Apesar de toda a cidade viver neste período de pandemia, a Prefeitura continua a trabalhar e apostar no empreendedorismo, uma área que é essencial para a redução de desigualdades e geração de emprego e renda, mais ainda em um período onde a crise sanitária trouxe consigo também a crise social e econômica” destacou o prefeito de São Paulo, Bruno Covas.

 Instalado no conjunto habitacional Jardim Edite, zona sul da capital, o Teia tem como foco a vocação gastronômica. O local já conta com uma cozinha que integra a rede Cozinha Escola da Secretaria e é utilizada pela cooperativa Misturas & Sabores composta por 10 cozinheiras que utilizam o espaço para a produção de marmitas e refeições comercializadas na região. Com o novo espaço, a cooperativa terá acesso a orientações e capacitações para fortalecer ainda mais suas atividades.

 “Este Teia envolverá todas as áreas da gastronomia apoiando a população da região, em especial do Jardim Edite, que conta com mais de 1.300 moradores”, destaca a secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso. “Temos o escritório onde os empreendedores gastronômicos poderão adquirir conhecimento técnico sobre vendas, marketing, precificação dos produtos e outros cursos da Ade Sampa. Um espaço moderno para a realização de reuniões com clientes e ampliação do networking, além da cozinha industrial que poderá ser utilizada para a realização de cursos práticos e a produção de pratos para a geração de renda desses cozinheiros”, completa. 

 O Teia Jardim Edite conta com 95 metros quadrados de área e oferece aos empreendedores da região computadores com acesso à internet, wi-fi de alta velocidade, mesas para utilização de notebooks, sala de reunião, frigobar e cafeteira para lanches rápidos e espaço de descompressão com sofá e poltronas. O espaço estará aberto para utilização a partir de segunda-feira, 17 de agosto, das 10h às 14h com agendamento prévio durante o período de pandemia. Quando São Paulo estiver na fase verde do Plano SP, o Teia Jardim Edite funcionará das 9h às 18h.

 Para gerir o espaço, a Ade Sampa contratou uma entidade territorial especializada em empreendedorismo. A 9 TC é uma empresa de treinamentos e consultorias que promove ações e iniciativas de geração de renda dos empreendedores.

 Sobre o Jardim Edite

 O Jardim Edite já foi uma das principais favelas de São Paulo. Após um amplo trabalho de reurbanização, o local que fica em uma região valorizada da capital, foi transformada em um complexo habitacional que possui seis blocos com mais de 300 unidades, onde vivem cerca de 1.300 pessoas.

Conta com uma creche, uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e uma ampla cozinha que será utilizada pelo Cozinha Escola, programa da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho de capacitação profissional que utiliza cozinhas públicas ou cedidas por parceiros como sala de aula. Em cursos de curta duração de até 30 horas, o participante recebe o preparo para atuar na área ou até mesmo desenvolver um negócio próprio no setor de alimentação. Iniciado em outubro de 2019, o programa já capacitou mais de 300 pessoas, tendo como maioria o público feminino.

O Teia

A Prefeitura de São Paulo já conta com outras cinco unidades do Teia pela capital. Os empreendedores podem utilizar os espaços nas regiões de Taipas, Centro, Parelheiros, Cidade Tiradentes e Santo Amaro. Mais de 14 mil empreendedores já utilizaram algum serviço de um dos espaços.

Durante a quarentena em decorrência do coronavírus, as unidades ficaram fechadas, mas não deixaram de oferecer orientações e capacitações on-line. Só neste período, mais de 7 mil pessoas acompanharam as lives e qualificações on-line promovidas pelo programa.

Já o Teia Santo Amaro, retomou o atendimento presencial há duas semanas. O espaço, que tem como foco o empreendedorismo feminino e está localizado dentro do Centro de Cidadania da Mulher, pode ser utilizado com pré-agendamento pelo link: www.bit.ly/agendamentosantoamaro

Teia Jardim Edite

Rua Charles Coulomb, 120 – Jardim Edite

Horário de funcionamento: Segunda a sexta, 10h às 14h com agendamento prévio durante o período de pandemia.

Agendamento pelo link: https://bit.ly/agendamento-teia-edite

Foto: Divulgação – Teia Santo Amaro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.