Em meio a pandemia da Covid-19 as Olimpíadas é realizada em Tóquio

0
21

Mais de mil, setecentos e noventa dias, foi o tempo que separou a última Olimpíada, no Rio de Janeiro em 2016, dos Jogos Olímpicos de Tóquio, que começou no último dia 25 de julho de 2021. Na história dos Jogos Olímpicos, essa é a primeira vez, desde 1896, que tem o maior intervalo entre uma olimpíada e outra. Em toda história, os Jogos Olímpicos foram efetivamente cancelados, durante a Segunda Guerra Mundial em Helsinque (1940) e Londres (1944) – além da Olimpíada de Berlim (1916), cancelada em virtude da Primeira Grande Guerra.

Com a decretação da pandemia da Covid-19 em março de 2020, pela Organização Mundial da Saúde (OMS), os Jogos Olímpicos que aconteceriam em 2020 foram adiados pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), por mais um ano, ou seja, os jogos seriam realizados em 2021. Devido a chegada da pandemia e adiamento, a rotina e treinos dos atletas foram alterados, sem falar no aspecto psicológico, que mexeu muito com a saúde mental da população no geral.

Apesar de todos protocolos sanitários estabelecidos pelas OMS, é impossível evitar que alguns dos atletas e comissão técnica e pessoas credenciadas sejam infectadas. De acordo com o COI (Comitê Olímpico Internacional), cerca de 137 pessoas foram infectadas pelo Covid-19. Ainda segundo o COI, todos atletas tiveram condições de se vacinar, entretanto alguns não quiseram ou não conseguiram ser imunizados. O presidente do COI, Thomas Bach, disse ainda que cerca de 85% das pessoas que residem na Vila Olímpica chegaram ao Japão vacinadas.

Dentre as diversas modalidades, a atleta Rebeca Andrade da ginástica artística vem se destacando e brilhou em sua apresentação individual. Ao som do funk ‘Baile de Favela’, Rebeca garantiu a medalha de prata. Com essa conquista, a ginasta deixou sua marca registrada e fez história, sendo a primeira brasileira a ganhar uma medalha olímpica na ginástica artística individual.

Com 15.300, nota dada pelos juízes, Rebeca Andrade assumiu a primeira posição após a primeira rotação. Com pouquíssimos erros nos quatro aparelhos, a atleta fez uma apresentação sólida de dificuldade alta no salto. O solo foi o que garantiu a Rebeca a medalha de prata. Com uma boa apresentação no solo, Rebeca apresentou poucos erros, como por exemplo, duas pisadas fora do tatame, mas garantiu a segunda posição nesta modalidade.

No último domingo (01), Rebeca mais uma vez mostrou para que veio e garantiu a medalha de ouro no salto da ginástica artística e se tornou a primeira mulher brasileira a vencer duas provas na mesma edição dos Jogos Olímpicos.

No skate na categoria street feminino, a pequena Rayssa Leal de 13 anos de idade, garantiu medalha e se tornou a mais jovem brasileira a garantir medalha em olimpíadas.

“Eu estou muito feliz, porque pude representar todas as meninas, a Pâmela e a Letícia, que não se classificaram, todas as meninas do skate e do Brasil. Poder realizar meu sonho de estar aqui e ganhar uma medalha é muito gratificante. Meu sonho e sonho dos meus pais”, disse emocionada a Fadinha do Skate.

Seja de bike, skate, patins, caminhada ao ar livre, dentre outros esportes, podem ser praticados em parques de São Paulo. Com seus 158 hectares, o Parque Ibirapuera é o mais importante parque urbano da cidade de São Paulo. Em um só lugar você encontra áreas específicas para andar de bicicleta, skate, patins, correr, caminhar, praticar esportes e fazer musculação.

Localizada entre as Ruas Consolação e Augusta, a Praça Roosevelt é um ótimo lugar para quem quer andar de skate. Possui piso ideal, além de corrimãos e bancos para fazer as manobras. Além disso, as pessoas podem  praticar Stand UP Paddle nas represas. A capital paulista possui duas grandes represas, a Guarapiranga e a Represa Billings, onde são rodeadas por empresas que ofertam o esporte aquático, dentre outros grandes espaços esportivos.

No Jabaquara, o Clube Escola Vila Guarani, dentre as diversas modalidades esportivas, o clube possui piscinas, pista de caminhada, quadra, campo de futebol e salas de ginástica e musculação. Ou seja, o clube está totalmente equipado para quem deseja praticar os mais diversos tipos de esportes.

Ainda no Jabaquara, o bairro possui o Parque Nabuco. O espaço conta com uma área de 31.300m² e é bastante utilizado pelos moradores do entorno, seja para a prática de exercícios físicos ou para outros tipos de diversão e lazer com a família. O parque apresenta vegetação composta por remanescente da Mata Atlântica, Bosques Heterogêneos, áreas com jardim e gramados. O parque possui pista de Cooper, playgrounds, bebedouros, quadra poliesportiva, academia ao ar livre e outros espaços que são utilizados para a prática esportiva.

No distrito de Cidade Ademar, a população pode desfrutar dos encantos do Parque Sete Campos. No local, os moradores do entorno podem usufruir dos diversos campos futebolísticos, basketball, pista de skate, academia ao ar livre e muito mais.

Em toda a capital paulista, muitos são os lugares que podem ser utilizados por toda população, seja para a prática de esportes, lazer entre a família e muito mais. Vale a pena conferir cada espaço.

Foto: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.