Celebrando o Dia Internacional do Orgulho LGBTI, Brasil promove sua primeira Parada online

0
17

No domingo, dia 28 de junho, a partir das 14h, por iniciativa da Aliança Nacional LGBTI+, com realização desta entidade com a União Nacional LGBTI, o Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBTI do Rio de Janeiro, acontecerá o “Festival de Cultura e Parada Online do Orgulho LGBTI Brasil”. O evento, que tem formato 100% digital, acontecerá em celebração ao Dia Mundial do Orgulho LGBTI e será transmitido exclusivamente pelas redes sociais. Integram também a rede de parceiros e realizadores do evento a Associação da Parada do Orgulho LGBTI de São Paulo, Rede Trans Brasil, Fórum Nacional de Pessoas Trans Negras, Rede Gay do Brasil, Grupo Dignidade de Curitiba, Grupo Gay da Bahia, Associação Brasileira de Famílias TransHomoafetivas, Instituto Transformar, Câmara de Comércio e Turismo LGBTI e mais de 30 organizações de todo o Brasil.

Serão 10 horas ininterruptas com diversas atrações culturais, saudações de personalidades, lideranças políticas, lideranças LGBTI e dos Direitos Humanos além de relatos de pessoas LGBTI com histórias marcantes de superação. A apresentação da Parada Online do Orgulho LGBTI+ Brasil será conduzida pela vice-presidente do Grupo Arco-Íris, Marcelle Esteves; Alessandra Ramos, coordenadora de pessoas trans da Aliança Nacional LGBTI, e o coordenador executivo do Grupo Arco-Íris / fundador da Parada LGBTI Rio, Cláudio Nascimento.

Autoridades, personalidades e lideranças reforçam a importância da valorização dos afetos e prazeres legítimos

O ministro do STF, Luis Roberto Barroso; Luiz Mott – antropólogo, fundador do Grupo Gay da Bahia; a deputada federal Jandira Feghali; Carlos Minc – deputado estadual / RK; Erika Hilton – deputada estadual / SP; Eduardo Suplicy – vereador /SP, Beto Paes – ativista e secretário da Região Norte da Rede Gay do Brasil, Thayra Almeida Carolino- conselho fiscal grupo DiveRRsidade, foram algumas das autoridades e lideranças que enviaram saudações destacando a importância do Dia do Orgulho LGBTI.

O set artístico contará com performances exclusivas de artistas como Jane Di Castro, Lorna Washington, Elza Ribeiro, Suzy Brasil, Pocah, Projeto Síncope e Boi Garantido de Parintins, Coral LGBT de São Paulo, Pietro Qvedo, Beny, Cariucha, Kellvn, Romero Ferro, Grupo Filhos de Sá e outras 30 atrações musicais e apresentações de poetas e expressões artísticas

Para Toni Reis, diretor-presidente da Aliança Nacional LGBTI+, um dos maiores significados do dia 28 de junho de 1969, é tomada da atitude de resistir à opressão policial escancarada e à opressão social mais velada. “Este é o exemplo de resistência que foi seguido por milhares de pessoas em todo o mundo ao longo dos últimos 50 anos e fez com que tenhamos avançado tanto rumo à conquista da efetivação da igualdade de direitos e da cidadania plena das pessoas LGBTI+. Neste momento difícil que ameaça a democracia e acena para retrocessos, precisamos seguir o exemplo das e dos pioneiros do nosso movimento e continuar firmes resistindo.”

Cláudio Nascimento, um dos idealizadores da Parada do Orgulho LGBTI+ Rio e coordenador executivo do Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT analisa que o evento, neste formato, pode alcançar milhares de pessoas em tempos em que temos que nos resguardar por conta da pandemia. “Encontramos uma forma de celebrar o nosso orgulho. Mesmo nesse contexto difícil, conseguiremos reforçar, de forma nacional e virtual, que a nossa luta é pelo direito de amar e celebrar a nossa existência. Pelo direito de amar quem quisermos e amarmos a nós mesmos, sem culpa, medo ou vergonha. Estaremos juntos no domingo pela liberdade de nossos corpos e identidades. Pela nossa cidadania e a democracia!”.

 Transmissão através do facebook: https://www.facebook.com/AliancaLGBTI/

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.