A longevidade do amor está nos detalhes do dia a dia

0
46

Grande parte da população diz que o primeiro amor sempre é inesquecível. Geralmente esse primeiro amor surge na adolescência ou até mesmo no início da vida adulta, e que pode marcar uma época de descobertas e de intensas emoções. Muitas das vezes, esse simples relacionamento, termina em compromisso e em algo mais sério, o casamento. Aliás, para muitos, o primeiro amor foi e seguirá sendo o único. E foi assim que o amor entre a costureira Telma Nunes de Lucena, de 64 anos e o motorista Erinaldo Gomes de Lucena, de 66 anos nasceu, ocasionando casamento duradouro por 45 anos de união.

Enquanto uma parcela das pessoas se preocupa em se relacionar com diversos pares antes de assumir um relacionamento sério, até chegar ao casamento, há quem tenha vivido histórias de amor intensas e se casado com o primeiro – e até único – namorado. E para você quanto tempo pode durar um amor? Sendo a primeira vista. Para seu Erinaldo Lucena, e dona Telma, pode durar uma vida inteira. O casal se conheceu há mais de 45 anos, enquanto estudavam na Escola Municipal Padre Ibiapina em Jurema, cidade do interior de Pernambuco. Popularmente conhecido por Naná, Erinaldo trabalhou há muitos anos como motorista em Pernambuco. Ele casou com Telma, e juntos tiveram quatro filhos e atualmente possuem cerca de 10 netos.

Foram cerca de seis anos entre o namoro e o noivado, até chegar ao tão sonhado dia do casamento, um dos momentos mais esperados por muitas mulheres, onde desejam se vê toda trajada com um longo vestido branco.

Para ter um casamento consolidado e duradouro, Telma Nunes diz que “ambos precisam respeitar o espaço do outro e que é uma mão de obra, pois passamos a lidar com gostos e costumes diferentes, onde cada um tinha uma forma de viver antes do casamento. Ou seja, respeito é o que tem que prevalecer numa relação, seja namoro ou casamento”, diz a costureira.

Uma das maiores dificuldades enfrentadas pelo casal foi relacionada à educação dos filhos. Pois era uma época em que muitos dos filhos trabalhavam para ajudar os pais em casa ou estudavam, fazer as duas coisas era difícil de consolidar. Mas, Telma e Erinaldo preferiram a educação dos filhos, para que tivessem um futuro brilhante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.