17/12/2018

A Editora Mídia Kit Edição Digital Fale Conosco

17/12/2018



Massagem clássica: O que é?

Publicado em 26/03/2018

A massagem clássica pode ser definida como uma compressão metódica e rítmica do corpo, ou parte dele, para que se obtenham efeitos terapêuticos

 

A massagem clássica pode ser definida como uma compressão metódica e rítmica do corpo, ou parte dele, para que se obtenham efeitos terapêuticos. É um conjunto de diversas técnicas manuais que atuam nos tecidos corporais, com efeito sob o sistema nervoso, muscular, circulatório e energético, mobilizando estruturas variadas. 

Entre seus principais efeitos estão à promoção de relaxamento muscular local e geral; alívio da dor; aumento da circulação sanguínea e linfática; liberação de histamina proporcionando hiperemia local; melhora da vascularização periférica proporcionando oxigenação tecidual; aumento da nutrição tecidual; remoção de produtos catabólitos; alívio de sintomas característicos da ansiedade e da tensão (stress); aumento da maleabilidade e extensibilidade tecidual; aumento da mobilidade articular.

No pós-operatório de abdominoplastias, a massagem clássica deve ser usada com cautela e apenas após a fase de maturação. As manobras de massagem podem desencadear o descolamento do tecido em reparação, atrasando o processo cicatricial.

Os tecidos descolados durante o ato cirúrgico necessitam de aderência para que haja a sua completa restauração. 



Porém, a massoterapia é benéfica e pode ser utilizada precocemente em áreas de tensão distantes do campo operatório, como pescoço e costas.

 

FECHAR

 
Publicidade
Publicidade