22/10/2019

A Editora Mídia Kit Edição Digital Fale Conosco

22/10/2019



Vizinhança Solidária previne roubo a carro do correio

Publicado em 10/05/2019

Na sexta-feira dia 12 de abril, assalto contra Van do correio foi registrado pelas câmeras de segurança do próprio veículo. O carro do correio chegou para fazer uma entrega em um estabelecimento c

 

 

Na sexta-feira dia 12 de abril, assalto contra Van do correio foi registrado pelas câmeras de segurança do próprio veículo. O carro do correio chegou para fazer uma entrega em um estabelecimento comercial na Avenida Cupecê, o motorista foi surpreendido por três criminosos que o fizeram refém e saiu em fuga.

A Van do correio acabara de estacionar para fazer entregas numa loja de bicicleta, a proprietária presenciou toda a ação, mas a comerciante não pensou duas vezes e ligou 190, central de atendimento da Polícia Militar, percebeu que o atendimento estava demorando e precisava de uma ação rápida, nesse momento ela imediatamente contatou o cabo Lucas Lopes da Silva. O soldado Lucas Silva que estava finalizando outra ocorrência, acionou outras viaturas e começou uma perseguição que se estendeu até a Avenida Santo Amaro, ocasionando a prisão dos três elementos

A proprietária do estabelecimento comercial participa do programa Vizinhança Solidária, implantado no Brasil em 1999, onde moradores e polícia do bairro participam na segurança da região.

Em entrevista o Cabo da Polícia Militar da 3° CIA do 22° BPM/M Lucas Lopes da Silva nos explica como funciona o Vizinhança Solidária “são feitos comissões dos próprios moradores de uma determinada região, onde os mesmos entram em contato conosco e fazemos visitas ás terças, quintas e sábados. Eu que faço as visitas e palestras, nisso criamos um grupo para que fossem trocadas informações sobre alguma anormalidade que esteja acontecendo na região” explica o cabo Lucas.

“Aqui na Avenida Cupecê, uma testemunha presenciou um roubo seguido de um sequestro ao carro do correio, ela fez 190 e entrou em contato comigo também, porém estávamos fazendo uma operação no morro dos macacos, nisso perguntei características dos indivíduos, sentindo que eles iam, enfim, retransmiti para outras viaturas também. Quando chegou próximo à Rua das Flechas, um dos bandidos que estava mantendo a vítima sequestrada, se jogou do veículo e foi capturado pela polícia, mas a perseguição deu continuidade e só parou na Avenida Santo Amaro” indaga o cabo

A testemunha do caso participa do programa Vizinhança Solidária e pôde compreender todas as instruções que a polícia passa para como reagir em casos como este. Portanto, participe você também do programa, procure o Vizinhança Solidária no seu bairro, sua segurança também depende de você.


 

 

 

 

FECHAR

 
Publicidade