22/10/2019

A Editora Mídia Kit Edição Digital Fale Conosco

22/10/2019



Moradores se reúnem em comemoração aos 73 anos da Cidade Ademar

Publicado em 02/07/2019

As festividades de comemorações do septuagésimo terceiro aniversário da Cidade Ademar começaram no sábado (29/06) com várias disputas futebolistas em diversos CDCs (Clube Desportivo da Comunida

 

Os moradores do distrito da Cidade Ademar conhecem a Praça Comunitária Lígia Maria Salgado Nóbrega, a antiga feira livre da região, palco de grandes atrações culturais antigamente e palco das comemorações dos 73 anos do bairro, mas você sabe quem foi e o que fez Lígia Maria Salgado Nóbrega para ser homenageada com nome em praça?

Nascida em Natal, no Rio Grande do Norte, Lígia Maria Salgado Nóbrega veio para São Paulo ainda jovem. Estudou no Colégio Estadual Fernão Dias Pais em Pinheiros. Em 1967 ingressou no curso superior de Pedagogia da Universidade de São Paulo (USP), destacando-se por alta capacidade intelectual, pela liderança no Grêmio da Pedagogia e por buscar modernizar métodos de ensino.

Passaram-se três anos e Lígia Maria engajou-se nas atividades clandestinas da VAR-Palmares (Vanguarda Armada Revolucionária), que era uma organização brasileira de extrema-esquerda que participou da luta armada durante o ditadura militar (1964-1985). Esses órgãos de segurança indicavam Lígia Maria Salgado Nóbrega como participante da execução de um marinheiro inglês, David Cuthberg, em 05 de fevereiro de 1972, numa ação que pretendia simbolizar a solidariedade dos revolucionários brasileiros com a luta do povo irlandês e com o Irã.

A jovem Lígia, foi morta aos 24 anos em 1972, com dois meses de gravidez, seu corpo foi reconhecido por seu irmão. O corpo apresentava diversas manchas escuras nas costas e nas laterais de seu corpo, além de várias marcas de tiro no braço e na cabeça. Antes da morte misteriosa de Lígia, a polícia a procurou na casa dos pais, que ficaram sabendo da trágica notícia através da televisão.

Em 2013, o crime que ficou conhecido como "Chacina de Quintino" completou 41 anos e foi realizado um novo levantamento do caso com base em depoimentos de vizinhos da jovem morta e dos peritos que a examinaram. Nesse documento, vizinhos afirmaram não ouvir disparos de arma de fogo vindo de dentro da residência onde Lígia estava, mas pelo contrário, eles revelaram que a polícia já estava por ali desde o final da tarde daquele trágico dia.

Comemorações do aniversário do distrito

As festividades de comemorações do septuagésimo terceiro aniversário da Cidade Ademar começaram no sábado (29/06) com várias disputas futebolistas em diversos CDCs (Clube Desportivo da Comunidade) da região como no Jardim Niterói, Missionária, Dorotéia e no CDC Cidade Ademar. O presidente do clube da Dorotéia Edson Fernandes nos falou que foi "uma honra poder participar desta comemoração e principalmente deixando as crianças fazerem o que mais amam que é jogar futebol" afirma.

 O CDC Dorotéia atende cerca 150 alunos nos período manhã e tarde, para o festival 60 crianças tiveram a oportunidade de entrar em campo. A mãe do aluno Artur Senhor dos Santos, 12, conta que se sente “muito honrada e feliz pela oportunidade que estão oferecendo para o meu filho que joga na posição de  atacante e vem se destacando” segundo Fernanda Senhor  (30).

 

O diretor do Clube da Vila Missionária Rogério Vieira Ribeiro afirma que o que mais os deixam felizes é “proporcionar diversão entre a garotada” e que a vem a frente da escolinha há 10 anos e mais “a participação na escolinha é de 3 a 15 anos de idade, para poder fazer parte da escolinha a criança, o adolescente tem que ir bem na escola, ter boa presença, notas e possuir um bom comportamento em casa” e continua dizendo que "está profundamente agradecido por ajudar várias crianças com o futebol e quero agradecer a iniciativa do jornal em nos proporcionar  um dia diferente na região" avalia Rogério Ribeiro.

Já o presidente da Escolinha de Futebol Jardim Niterói Silvério dos Santos nos fala que “em primeiro lugar quero agradecer a Deus por esta oportunidade de está aqui neste momento. Já convivo aqui na região a mais de 30 anos e na Escolinha há 22 anos, trabalho social que tenho orgulho de poder participar. Fazem parte da nossa Escolinha crianças de 06 a 18 anos de idade e atendemos cerca de 250 crianças, com finalidade de tira-los da rua. É muito interessante ter estas comemorações sempre, diz Silverio dos Santos.     

A lateral direita do time Paulistinha da Vila do CDC Cidade Ademar Raiane Cristina dos Santos, 15, indaga que "amo jogar futebol, parei por um tempo, mas retornei porque percebi que é isso que quero para minha vida" relata.

Apesar da pouca idade a jovem Raiane passa por dias difíceis em sua vida, pois parou de estudar no 8° ano e agora deseja retornar e ladrilhar o caminho do seu futuro, porém, não está sendo tão fácil assim, foi na escola e não obteve êxito, não tinham vagas para que a jovem pudesse voltar a estudar. Raiane, não desistiu e disse persistir para que nada e nem ninguém possam interferir na realização de seus sonhos, principalmente no que ela mais gosta de fazer que é jogar futebol.

Fruto do Paulistinha da Vila, João Vitor Fernandes Machado, 17 anos de idade atua no Resende Futebol Clube no Rio de Janeiro há dois meses e relata "jogo no Paulistinha há dez anos, vim para o Resende fazer um teste, fiquei 15 dias para este teste e consegui passar e estou aqui há dois meses" indaga João Vitor que é um dos orgulhos do time Paulistinha do presidente Sidney de Souza Machado.
 

A festa no domingo

E as festividades do aniversário da região continuaram no domingo (30/06) das 09 às 20h30. No período da manhã a Praça Comunitária Lígia Maria Salgado Nóbrega foi espaço para que barracas de saúde e cidadania fossem montadas, onde a população que compareceram puderam fazer, aferição de pressão arterial, massagem, atendimento com psicólogo e orientação da ONG Amor Exigente. Dando continuidade, ainda no período da manhã apresentação do grupo de capoeira CEU da Bahia e a fanfarra do Grupo Desbravadores.J&B Produções com as cantoras mirins Mariana Miguel, Giovanna Marquez, Gabrielle Flauzino, Maria Fernanda e Isa Mariah.

Às 12h, foi o momento da abertura oficial das comemorações, marcando presença o subprefeito da Cidade Ademar José Rubens Domingues, que se colocou a disposição dos moradores para juntos fazerem uma Cidade Ademar, humanitária, cultural, limpa e com a continuidade de progresso, já o subprefeito do Jabaquara Arnaldo Faria de Sá, lembrou-se das conquistas para o bairro até os dias de hoje como a própria criação da Subprefeitura Cidade Ademar que teve início no Jardim Miriam dentro do sacolão, além dos corredores de ônibus e muitas outras obras que levaram benefícios aos moradores. O representante do vereador Milton Leite - Bene, Jose Luiz Nodar representante da Associação Comercial Distrital Centro Sul, Miguel Tortorelli presidente da Federação de Amor Exigente, que esteve no evento dando orientações sobre a importância do apoio da família ao tratamento de pessoas em uso abusivo de álcool e outras drogas.

O vereador Rodrigo Goulart parabenizou o distrito e ainda divulgou ao lado do supervisor de cultura da Subprefeitura da Cidade Ademar Geraldo Varoti, a tão desejada Casa de Cultura da Cidade Ademar que em breve será anunciada, parabenizou seus moradores e a sua luta na Câmara Municipal para garantir uma Cidade Ademar cada vez melhor, e a diretora do Jornal Cidade Ademar em notícias Rosa Maria Gomes que teve a iniciativa de oferecer um dia diferente aos munícipes da região, lembrando-se da iniciativa da comemoração do aniversário que veio junto com a criação do jornal Cidade Ademar em notícias há 13 anos.

Também estiveram presentes na festividade através da J&B Produções as meninas que participam do Pragrama do Raul Gil , Maria Fernanda, Isa Mariah, Mariana Miguel e a Gabrielle Flauzino alegrando a turma dos baixinhos que cantavam e dançavam juntos com as meninas. Em seguida apresentação de forro com a escola de dança Star.

Desde o meio dia na comemoração, a desempregada Aparecida dos Santos Silva afirma que "eventos como este traz visibilidade para o nosso bairro, fazendo com que mais investimentos possam chegar na nossa região. Cidade Ademar como qualquer outro bairro possui seus problemas, mas por isso não devemos desanimar e aproveitar cada minuto de entretenimento que nos é oferecido, indaga Aparecida Silva.

Já a doméstica Maria das Neves, 55 disse que "achei muito bom tudo que aconteceu hoje aqui, acaba valorizando nossas tradições e faz com que a família se reúna para juntos comemorar. Agora em relação aos shows achei muito bacana, porque está valorizando os nossos cantores da região e que eventos como este possam acontecer mais vezes, principalmente aqui na Cidade Ademar que é uma região carente por isso" diz.

Na parte da tarde, a festa continuou desta vez com shows musicais nas vozes de: Do Morro Pro Asfalto, o DJ Sérgio Ranulfho, Rap Mesclado, Alan Tavares trazendo um "mix” sertanejo e os diversos ritmos que marcaram época. E não parou por aí, teve ainda Rock ao som da Banda Abstruso, Samba com o grupo Só Querer, o forró também marcou presença com o grupo musical Arroxo Bom e o Terreirão do Sobral com Renê Sobral que deu um show de apresentação e relembrou seus tempos de criança no bairro, e finalizando esse dia festivo o Samba da Torre que deixou o publico com um gostinho de quero mais.

 

FECHAR

 
Divulgue sua empresa