19/10/2018

A Editora Mídia Kit Edição Digital Fale Conosco

19/10/2018



Transito e insegurança foram demandas durante reunião do Conseg Jabaquara

Publicado em 21/04/2018

Placa de proibido estacionar tiradas da Rua Guamiuna, esquina com a Av. Engenheiro Armando de Arruda Pereira, comerciante colocou sua preocupação com a falta das placas que tem levado para o local i

Placa de proibido estacionar tiradas da Rua Guamiuna, esquina com a Av. Engenheiro Armando de Arruda Pereira, comerciante colocou sua preocupação com a falta das placas que tem levado para o local indivíduos cobrando estacionamento e com isso o número de assaltos e roubos a transeuntes e nos comércios tem aumentando. Outro questionamento foi a quantidade de ambulâncias velhas estacionadas em torno da Praça Barão de Japurá e em outras vias do bairro do Jabaquara e da Cidade Ademar.
O morador Geraldo Siqueira falou da preocupação dos caminhões e a quantidade dos carros que estão circulando nas ruas Alvares Fagundes e Rio Grande do Sul em Americanópolis. Os caminhões aumentaram na área por conta da obra do Córrego do Cordeiro (piscinão 1) e o Roldão Atacadista. A sugestão do Geraldo é a mudança de mão das vias, pois a sua preocupação é o declive da Rua Rio Grande do Sul que tem a calçada estreita aos transeuntes e um grande número de pessoas que circulam pelo trecho indicado.
Outra reivindicação passada ao representante da CET Companhia de Engenharia de Trafego foi a alça de acesso da Rodovia dos Imigrantes Km 1,5. A obra é de responsabilidade da São Paulo Expo, mas aguarda autorização da empresa para fazer a regularização. “Quando foi para construir o Centro de Exposição foi nos adiantado que seria uma valorização para o bairro, mas o que vem acontecendo é transito direto e em dias de eventos não se consegue sair das casas temos que pedir licença ao flanelinha  pois o bairro virou estacionamento e com isso o aumento dos roubos nas casas e vandalismo além de lixos e entulhos”. Pediram um retorno do processo que só tem a informação que esta no setor de planejamento o que aguardam desde o ano passado (2017) a regularização. “Não dá para passar batido uma coisa dessa, porque liberou a abertura? e como pode funcionar sem acesso?” perguntou o morador.
O congestionamento entre as ruas Anita Costa e Comerciários foi tema de reclamação, para o morador os pontos de ônibus no local provocam o transito na região. 
O morador Mauro Ramon aproveitou a visita do representante da SPTrans Adelgenor Ferreira Santos e solicitou a instalação de pontos de ônibus nas ruas Rubens Mattar esquina com a rua Benedito Ferreira. Rua Parnaíba Paoliello nos dois sentidos, esquina com a rua Geraldo Salini Romeo na Cidade Leonor.
Perturbação do sossego continuam na rua Alba com os bailes funk que começam na sexta feira terminando no domingo e na rua São Venceslau ,onde os moradores também confirmaram a presença de menores, bebidas e muito mais.
Esteve presente  na reunião um grande número de moradores da Cidade Leonor pedindo atenção ao bairro. Roubos e assaltos acontecem diariamente em qualquer hora do dia, para eles a situação já esta insustentável.  Pedido de policiamento na Rua Soares de Avelar na Vila Guarani pelo aumento de ocorrências. 
Limpeza na rua Charles Darwin e atenção na sujeira deixada no final da feira de domingo da rua Alba, que costuma acontecer apenas por volta das 18 horas. Fizeram parte das reclamações durante a reunião do Conselho Comunitário de Segurança do Jabaquara. 
O próximo encontro esta agendado para o dia 21 de maio, na sede da Sociedade Amigos da Cidade Vargas.  Praça 20 de Setembro, 02. As 19 horas.

FECHAR

 
Publicidade